Almôndegas de Peixe com Batata Doce e Alho francês com Maionese de Salsa


As sobras. As sobras que me fizeram alterar toda a minha ementa semanal. Vamos lá a ver uma coisa: cá em casa não se desperdiça nada. Durante o fim de semana sobrou mais comida do que aquela que eu estava a contar. Sobras de peixe no forno,  sobras das almôndegas com molho de tomate e vegetais que tinha feito na slowcooker, sobras de carne assada, e ainda panadinhos de frango. A ementa semanal tinha de ser repensada. As compras já estavam feitas, mas a carne e o peixe congelados, pelo que nada se estraga e até poupo dinheiro nas compras da próxima semana.
Depois foi um exercício rápido de voltar a fazer a ementa aproveitando tudo aquilo que havia no frigorífico. Antes disso, volta-se a abrir o frigorífico e a tirar cá para fora tudo aquilo que tem e deve ser utilizado. É mais fácil assim perceber se alguma coisa se está a estragar, o que precisa de um consumo mais imediato e evitar acabar a deitar fora algumas coisas que ficam perdidas nas gavetas e escondidas nas caixas.
O peixe acabou numas almôndegas de peixe, batata doce e alho francês. Até porque havia um resto de alho francês do cabaz biológico da semana anterior a necessitar mesmo de ser gasto. E acabei a utilizar o meu novo gadjet de cozinha, do qual estou completamente fã. Já aqui tinha dito que para purés prefiro muito mais cozinhar os legumes a vapor. Neste caso, cozinhar a batata a vapor permite que tenha menos água, seja mais fácil de moldar as almôndegas e que estas não fi,quem espapaçadas e se desfaçam. Costumava cozer a vapor no fogão, mas agora, com esta “coisa” nova da Tupperware (a micro gourmet) cozo a batata a vapor em 10 minutos no microondas - e quem diz batata, diz todos os legumes, carne ou peixe ou refeições completas a vapor em menos de 30 minutos.... *  E a acompanhar, para além de uma salada de alface e espinafres baby (mais uma sobra), uma deliciosa maionese caseira feita com azeite, salsa e alho.

Próximo Workshop. Dia 9 de Abril, das 10h às 13h em Furadouro - Ovar, na Colher de Chá. Desta vez com o tema de “Finger Food para Dias Especiais”. Para mais informações ou para se inscreverem geral@colherdecha.pt

Ingredientes para 20 bolinhas:

1 batata doce grande de polpa amarela (cerca de 400g)
250g de sobras de peixe limpo de peles e espinhas (sobras de salmão e de pescada, mas podem cozer ao vapor a mesma quantidade de peixe)
1 alho francês pequeno
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.

Maionese de Salsa
1 ovo
120ml de azeite
sal e pimenta q.b.
sumo de limão q.b.
2 colheres de sopa de salsa
1/2 dente de alho pequeno

Preparação:

Comece por descascar a batata, corte-a em pedaços pequenos e leve-a a cozer a vapor - de modo a não ficar com muita água e ao fazer as almôndegas estas não se desfazerem ou ficarem moles e disformes.
Assim que as batatas estiverem cozinhadas coloque-as no robot de cozinha ou esmague-as com um utensílio próprio e misture o peixe, envolvendo bem.
Entretanto pique o alho francês e leve a alourar numa frigideira com um pouco de azeite. Junte depois o alho francês à mistura de batata e peixe e retifique de sal e pimenta. Envolva bem e deixe arrefecer.
Molde depois bolinhas do tamanho de nozes e coloque-as num tabuleiro forrado com papel vegetal. (Poderá guardar no frigorífico 1 ou 2 dias até finalmente cozinhar no forno)
Leve depois ao forno previamente aquecido a 180ºC durante 20 minutos ou até ficarem douradas.
Para a maionese de salsa, coloque no copo da varinha mágica o ovo, um pouco de sumo de limão, sal e pimenta a gosto, o alho, a salsa e o azeite. Coloque depois a varinha mágica sobre a gema do ovo e triture até começar a emulsionar. Suba depois cuidadosamente a varinha para cima até que toda a mistura esteja emulsionada e a maionese com a consistência desejada.
Sirva as almôndegas com uma salada verde e acompanhe com a maionese de salsa.

Bom Apetite!



Ainda não virei vendedora da Tupperware, mas foi a minha amiga Raquel - essa sim vendedora de tupperware  - que me convenceu com este novo gadjet ao qual fiquei rendida, e que já tem lugar cativo na minha cozinha, até porque é mais rápido do que usar o cesto de cozedura ao vapor no fogão. Se estiverem interessados podem saber mais e encomendar na página dela  - https://www.facebook.com/caixamagicatw/?fref=ts  ou através de caixamagicatw@gmail.com até porque este a micro gourmet está em promoção até ao final do mês. (E não, eu não ganho uma comissão com as vendas!! É só mesmo partilha, ok?!

Espetadas de Peixe com Iogurte e Caril


Os lombinhos de peixe (normalmente pescada) fazem parte da lista d compras habitual cá de casa. São versáteis, não têm espinhas, os miúdos gostam. Depois só são necessárias receitas diferentes para os usar.
Pode ser uma massada ou um arroz de peixe. Um caril. No forno. Estufados com legumes ou ervilhas.Ao vapor com molho asiático. Em forma de pequenos hamburgueres, em pasteis, ou empadão.
Desta vez acabaram numas espetadas com uma marinada oriental, com iogurte especiarias e coentros, numa refeição bastante colorida e saborosa.
Mais uma vez aqui fica a sugestão.

E aproveito para vos falar do próximo Workshop. Dia 9 de Abril, das 10h às 13h em Furadouro - Ovar, na Colher de Chá. Desta vez com o tema de “Finger Food para Dias Especiais”. Para mais informações ou para se inscreverem geral@colherdecha.pt

Ingredientes para 2 pessoas:

4 lombinhos de pescada (ou de outro peixe branco)
2 colheres de sopa de iogurte grego
2 colheres de sopa de coentros frescos picados
sal e pimenta q.b.
1 colher de chá de curcuma (açafrão das índias)
1 colher de chá de caril ou Garam Masala
1 colher de chá de gengibre fresco ralado

Preparação:

Corte os lombinhos de peixe em cubos não muito pequenos e coloque-os numa taça.
Noutra taça misture depois o iogurte, os coentros frescos, o gengibre, a curcuma e o caril ou Garam Masala e tempere com um pouco de sal e pimenta. Misture bem e envolva depois o peixe neste preparado deixando a marinar algumas horas ou de um dia para o outro.
Divida depois os cubinhos de peixe por espetos de bambu, e leve a grelhar num grelhador ou chapa bem quente até que o peixe fique bem cozinhado (atenção para não se desfazer!).
Sirva polvilhado com mais coentros frescos e acompanhe com brócolos cozidos e legumes salteados ou arroz branco.


Bom Apetite!

Salada de Massa com Peito de Peru com Ervas Primor e Molho de Mostarda, Mel e Limão (receita também em video)


Estamos finalmente na primavera e, apesar da chuva dos últimos dias, e começa a vontade de preparar receitas mais primaveris e para comer ao ar livre.
Cá em casa já se começou a preparar a zona do jardim para em breve dar início aos nossos churrascos. Vamos a ver se o tempo ajuda. Na verdade o jardim está mais colorido, o nosso pessegueiro carregado de flor, e o cantinho das aromáticas a começar a ficar mais bonito.
Daqui a pouco é altura de colocar umas alfaces e uns tomates cereja, e os nossos morangueiros estão carregados de flores. Vamos a ver se temos ou não colheita, ou se os passarinhos vão comer todos os nossos morangos...
Neste panorama de primavera, o pedido da Primor  para preparar uma receita com o novo peito de peru com ervas não poderia ter chegado em melhor altura. E por isso, uma salada de massa, que preparo tantas e tantas vezes assim que os dias maiores começam a chegar, e que são perfeitas para refeições rápidas e mais ligeiras, e também para levar na marmita, e para transportar em refeições ao ar livre- os piqueniques que tanto gostamos de fazer.
O novo peito de peru com ervas  da Primor está disponível ao balcão no seu supermercado habitual, e é assim ideal para poder pedir uma fatia grossa para depois preparar esta fantástica salada. A combinação de ingredientes frescos e do  molho de mostarda, limão e mel, tornam esta salada irresistível e surpreendente. Mesmo a chamar a primavera!



Ingredientes para 2 pessoas:

140g de massa curta previamente cozida
2 mãos cheias de rucula
1 bola de queijo mozarella fresco
10 cogumelos frescos laminados
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
1 colher de sobremesa de mostarda de dijon em grão
1 colher de sopa bem cheia de mel
sumo de limão q.b.

Preparação:

Leve uma frigideira ao lume com um fio de azeite e adicione os cogumelos. Deixe começar a saltear e assim que começarem a murchar, junte depois o peito de peru primor previamente cortado em cubos. Envolva bem e retifique de sal e pimenta. Assim que os cogumelos estiverem cozinhados junte a mostarda e o mel e envolva bem. Junte depois sumo de limão, mais ou menos duas colheres de sopa. (Se achar demasiado ácido ou muito doce, retifique com um toque mais de mel, ou com um pouco mais de limão!) Envolva bem e retire.
Numa saladeira coloque a massa, a rucula e junte o queijo mozarella cortado em cubos. Acrescente depois a mistura de peito de peru, cogumelos e o molho e mostarda, mel e limão e envolva bem.
Sirva de imediato.


Bom Apetite!

(post escrito em parceria com a Primor)

Rolo de Carne Recheado com Espinafres e Queijo


Para anunciar o fim de semana, que tal uma receita reconfortante? Um rolo de carne, desta vez recheado de queijo e de espinafres. Para mim, foi uma forma de acabar com uns espinafres que estavam a ficar murchos, e as sobras do queijo que usei para fazer uma entrada para o aniversário do Miguel.
O resto é história e um simples e saboroso rolo de carne que normalmente todos costumam gostar. É também uma receita excelente para receber amigos e família em almoços de fim de semana, e também uma boa alternativa para festas com muitas pessoas, pois tem essa vantagem de poder ser preparado com antecedência.
Por aqui, companhamos com abóbora assada, porque também estava a precisar de ser gasta, e tanto nós como os miúdos gostamos, mas qualquer acompanhamento mais convencional fica igualmente delicioso.
Então, bom fim de semana a todos!

Ingredientes para 4 pessoas:

600g de carne de vaca picada
200g de espinafres frescos
125g de queijo de mistura (ou outro da vossa preferência)
sal e pimenta q.b.
alho em pó q.b.
colorau q.b.
azeite q.b.
400g de abóbora (usei abóbora manteiga) 
1/2 cebola

Preparação:

Leve uma frigideira ou tacho ao lume com um pouco de azeite e deixe aquecer. Acrescente os espinafres e tempere com uma pitada de sal. Deixe os espinafres murcharem e saltearem, retire escorrendo todo o líquido e deixe arrefecer completamente.

Numa taça coloque a carne picada e tempere-a com sal e pimenta e amasse bem para misturar.  Coloque depois a carne numa tábua de cozinha, numa camada só formando uma espécie de rectângulo. Ao meio coloque os espinafres já frios e sobre estes o queijo cortado em palitos. Enrole depois a carne sobre os espinafres e o queijo, formando um rolo e apertando bem para que o recheio não escape.
Coloque depois o rolo numa assadeira. Corte depois a abóbora em cubos pequenos e coloque à volta do rolo de carme. Pique a cebola e espalhe sobre a abóbora, assim como uma pitada de sal,  e tempere tudo com o alho em pó, o colorau e regue com um fio de azeite.
Leve a assar em forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 45 minutos ou até a carne estar cozinhada e a abóbora macia e tostada.
Sirva a carne em fatias e acompanhe com uma salada ou legumes cozidos.

Nota: em vez de abóbora junte batata ou batata doce, ou mesmo uma mistura de vários legumes e vegetais.


Bom Apetite!

Salmão no Forno com Gengibre, Limão e Alho


Cá em casa evita-se comer com muita regularidade peixe de aquacultura, e já falei aqui diversas vezes nas opções (até mais económicas) de peixe que costumamos consumir com mais regularidade. E nos últimos tempos muito se tem falado sobre o salmão, e que também não devemos consumir com muita regularidade o salmão de aquacultura, que é quase todo o que encontramos à venda, fresco, nas bancas de peixe....
Entretanto passei a comprar salmão congelado, capturado em mar, e que se compra em lombos, mas também em postas individuais. Para quem está mais habituado ao outro salmão, este, além de não ter uma cor tão vibrante - dizem que devido aos suplementos que dão ao salmão de aquacultura -  é também mais seco. E por isso demorei algum tempo a perceber como o cozinhar sem que ficasse demasiado seco... Para já o truque é cozinhar em temperatura mais baixa. No forno a 150ºC e durante 20 minutos ou menos, dependendo do tamanho das postas tem ficado mais suculento  e saboroso.
Hoje a sugestão é salmão no forno com limão, gengibre e alho. Simples, rápido e delicioso.
Espero que gostem!

Ingredientes para 4 pessoas:

4 postas de salmão
2 dentes de alho
1 pedaço de gengibre com cerca de 2cm
1 limão
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.

Preparação:

Coloque as postas de salmão num tabuleiro que vá ao forno e tempere com um pouco de sal e de pimenta.
Descasque depois os dentes de alho e o gengibre e com a ajuda de um almofariz desfaça-os numa espécie de pasta, espalhando-a depois sobre as postas de salmão. Termine com a raspa de limão e depois o sumo do mesmo, assim como um pouco de azeite.
Leve depois a assar em forno previamente aquecido a 150ºC durante cerca de 20 minutos ou até o salmão estar cozinhado, mas não o deixe secar.
Acompanhe depois com arroz de legumes ou legumes salteados e uma salada.

Bom Apetite!


Cataplana de Entrecosto


Há muito que tenho uma cataplana, e que adoro cozinhar nela. Faço imensas misturas. Combinações mais clássicas e outras mais exóticas, de peixe, carne, mistas ou de marisco. Com e sem batatas. Nunca me deixam ficar mal e, se a cataplana for grande é uma óptima refeição para cozinhar para muita gente, pois quase todos os ingredientes são colocados em cru, cozinham rapidamente e são versáteis.
As nossas favoritas são aquelas que levam carne e marisco, ou então as de peixe ao estilo caldeirada. No entanto, em dias da semana, as versões mais simples são também uma excelente alternativa. Esta só com carne de porco - neste caso entrecosto - ficou maravilhosa e é mesmo uma maneira tão simples de preparar uma refeição e que fica com um sabor completamente diferente, utilizando um utensílio tão português e muitas vezes esquecido.
Espero que gostem. E se não têm uma cataplana, espero que se sintam inspirados a comprar uma!

Ingredientes pra 4 pessoas:

800g de entrecosto de porco partido em pequenos pedaços
1 pimento vermelho
2 tomates não muito grandes
1 cebola
2 dentes de alho
azeite q.b.
1 colher de sopa de massa de pimentão
sal e pimenta q.b.
1 folha de louro
200ml de vinho branco
coentros frescos q.b.

Preparação:

Comece por temperar a carne - de preferência com 24 horas de antecedência. Coloque a carne de porco numa taça e tempere com sal e pimenta. Acrescente os dentes de alho laminados, a massa de pimentão, o louro e regue com o vinho branco. Misture bem.
Corte o pimento em tirinhas e a cebola em meias luas.  Corte o tomate em cubos. Leve a cataplana (ou um tacho que tenha uma tampa e que vede bem!) ao lume com um fio de azeite e deixe aquecer. Junte a cebola e o pimento e deixe começar a refogar. Junte agora o tomate e envolva bem e tempere com um bocadinho de sal e pimenta. Acrescente depois a carne e a marinada e envolva bem. Tapa a cataplana - ou o tacho - e deixe cozinhar, em lume brando, abanando a cataplana de vez em quando, cerca de 40 minutos.
Sirva a cataplana polvilhada com coentros frescos picados e acompanhe com batata frita ou arroz e legumes ou salada.


Bom Apetite!

Empadão de Bacalhau com Puré de Legumes


Aqui por casa, o bacalhau não é o ingredientes mais fácil de dar aos miúdos. Para isso tem de ser quase sempre misturado com puré ou empadão, sob o risco de ficarem a “embrulhar” o bacalhau na boca. Como aqui por casa são raras as ocasiões em que se cozinham coisas diferentes para os miúdos, há que alterar um pouco as refeições para que sejam consensuais para todos. 
Por isso o bacalhau entra agora cá em casa mais sobre esta forma do que outra qualquer.
Puré de legumes variados - que também é uma forma de comerem melhor os legumes e até de introduzir legumes novos  - e o bacalhau na cebolada tradicional que serve para quase metade das 1001 receitas do “fiel amigo”.
Bastou misturar tudo, levar ao forno e a hora de jantar passou sem percalços de maior, onde o mais pequeno até repetiu e o mais crescido disse que estava “muito delicioso”. Mãe 1 - Jantar 0.

Ingredientes:

500g de migas de bacalhau demolhadas (ou equivalente em bacalhau)
2 cebolas pequenas
2 dentes de alho
1 folha de louro
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.
300g de couve flor
1 batata doce amarela (ou normal)
1 cenoura
2 colheres de sopa de natas ou iogurte natural
queijo parmesão ralado na hora q.b.
pão ralado q.b.

Preparação:

Descasque as cebolas e corte-as em meias luas finas. Descasque os alho e pique-os.
Leve ao lume um tacho com um pouco de azeite e deixe aquecer um pouco. Junte a cebola, os dentes de alho e o louro e deixe refogar um pouco. Acrescente depois o bacalhau e deixe estufar, em lume brando até este ficar cozinhado e a “desfazer-se”.
Entretanto coza a couve flor em raminhos, juntamente com a batata e a cenoura, até que fiquem macios. Quando estiverem cozinhados, faça em puré com a ajuda de um utensílio próprio ou robot de cozinha, acrescente as natas ou iogurte e tempere com sal e pimenta a gosto. Envolva bem.
Acrescente depois o bacalhau à msiture de legumes e coloque num tabuleiro que possa ir ao forno. Cubra depois com um pouco de pão ralado e com queijo parmesão ralado na hora e leve a gratinar, durante cerca de 20 minutos em forno previamente aquecido a 180ºC.
Sirva com legumes ou salada.


Bom Apetite!

Imprimir